Estação de metrô vista internamente.

Você conhece os principais pontos turísticos de São Paulo?

A melhor forma de conhecer uma cidade é visitando onde sua história começou e seus lugares mais famosos e desejados. Por isso, selecionamos os melhores pontos turísticos de São Paulo em um guia com tudo o que você precisa conhecer no seu próximo passeio pela maior metrópole do Brasil. 

Ou seja, aqui você encontra um roteiro com informações relevantes sobre cada atração para que a sua viagem fique mais prática e gostosa.

A capital paulista consegue reunir inúmeras tradições e locais históricos — que representam muito do passado e da construção do país —, mas, sem deixar de lado a modernidade, a urbanização e a tecnologia que todos desejam aproveitar. 

Em resumo, os pontos turísticos de São Paulo estão aí para agradar a todos, desde quem prefere programas mais tranquilos, até aqueles que gostam de curtir a agitação que a cidade proporciona. E se você quiser saber mais da história de São Paulo, preparamos um conteúdo completo sobre a cidade!

Então, se você quer descobrir quais pontos turísticos de São Paulo que são paradas obrigatórias para qualquer público, continue a leitura e confira a lista especial que preparamos para que você. 

Pronto(a) para embarcar?

10 pontos turísticos de São Paulo que são imperdíveis

É claro que a cidade mais populosa do Brasil está cheia de programas e atividades de lazer para se fazer, independentemente do horário e do gosto do viajante. 

Mas, existem alguns locais que são essenciais se você realmente quer conhecer o que essa metrópole tem a oferecer aos seus visitantes e moradores, que também não abrem mão dos passeios turísticos.

Os 10 pontos turísticos de São Paulo que devem estar no seu roteiro são:

1. Avenida Paulista

Com certeza um dos mais famosos pontos turísticos de São Paulo, a Avenida Paulista consegue reunir arranha-céus modernos, museus, shoppings, exposições de rua, teatro, cinemas, estações de metrô e muitos centros empresariais. 

Carros transitando pelas duas vias da Avenida Paulista, um dos principais pontos turísticos de São Paulo. Ao centro, localiza-se a ciclofaixa.

A Avenida Paulista é um dos mais famosos e culturais pontos turísticos de São Paulo. Aos domingos, ela é fechada para a circulação de carros e livre para pedestres. Fonte da Imagem: Emoving

Mas não pense que ela é somente mais uma rua com endereços comerciais importantes onde milhares de pessoas vão diariamente a trabalho, viu? 

Afinal, conhecida como “Times Square brasileira”, a Paulista vai muito além disto!

Essa lendária avenida cresceu no final do século XIX e, até a década de 50, era composta por imóveis residenciais, até que, então, a expansão de empresas na cidade começou a acontecer também fora do centro histórico, criando, assim, um endereço com absolutamente tudo o que você precisa! Desde hotéis, bancos e hospitais, até barzinhos badalados, parques, feiras de antiguidades e museus famosos — como é o caso o MASP, que conheceremos um pouco mais à frente.

2. Vale do Anhangabaú

Vale do anhangabaú cercado por árvores e, ao fundo, encontra-se grandes prédios.
Foto: José Cordeiro

Apesar de estar situado exatamente entre dois viadutos, o Santa Ifigênia e o Viaduto do Chá — que também uma merecem uma visitinha e podem render belas fotos com clássicos pontos turísticos de São Paulo —, o Vale do Anhangabaú é uma praça de lazer muito frequentada pelos jovens e pelos amantes da transformação histórica que a cidade viveu entre o século XIX e XX.

Isso porque o Anhangabaú tem uma ampla visão da cidade, incluindo o centro antigo e novo

O Viaduto do Chá, por exemplo, teve sua primeira inauguração em 1892 e faz a travessia entre o Centro Velho e o Centro Atual. Já o Santa Ifigênia, é totalmente dedicado a passagem de pedestres. Ou seja, um ótimo local para apreciar a vista completa do Vale do Anhangabaú.

3. Ponte Estaiada

Ainda no clima de pontos turísticos de São Paulo relacionados a monumentos construídos para a locomoção, a Ponte Estaiada Octávio Frias de Oliveira é um dos cartões postais mais recentes da cidade

Vista da ponte estaiada, um dos cartões postais da cidade e um ponto turístico de São Paulo, rodeada de avenidas e prédios.
Foto: Michel Moretti

Lançada em 2008, ela se popularizou rapidamente entre os paulistanos e foi adotada como uma das marcas registradas da parte mais moderna da cidade. 

E não é para menos, afinal, a ponte faz a travessia do Rio Pinheiros, uma das regiões mais movimentadas da capital.

Além disso, vale citar que sua estrutura em X com 138 metros de altura — acompanhada das duas pontes estaiadas independentes e curvadas — faz jus aos imponentes prédios que a cercam, incluindo sedes de grandes empresas nacionais, multinacionais e veículos famosos de comunicação do país.

4. Estação da Luz

A diversidade histórica dos pontos turísticos de São Paulo também trazem um pouquinho da Europa para as ruas brasileiras. 

E é isso o que acontece com a Estação da Luz, inaugurada em 1901 e em funcionamento até hoje, atendendo não somente as linhas ferroviárias mais famosas do Estado, mas também, as metroviárias mais usadas diariamente.

Pessoas e carros estacionados em frente a Estação da Luz, um dos principais pontos turísticos de São Paulo.

A Estação da Luz é um ponto turístico de São Paulo que une as estações metroviárias e ferroviárias mais usadas e conhecidas da cidade. Foto: José Cordeiro

Sobre a influência da cultura europeia no lugar, a Estação da Luz é um ponto turístico de São Paulo com estruturas trazidas diretamente da Inglaterra, inspiradas no Palácio de Westminster e na famosa torre do Big Ben, ambos situados em Londres. 

Até hoje a arquitetura do local segue intacta e funciona como uma viagem no tempo para os turistas e locais.

5. Estação Júlio Prestes

Pessoas passando em frente à Estação Julio Prestes.
Foto: Luiz Coelho

Outra estação de trem que hoje faz parte dos pontos turísticos de São Paulo é a Júlio Prestes, localizada na praça que leva o mesmo nome. 

Assim como a Estação da Luz, a Estação Júlio Prestes também teve influências externas na sua arquitetura, porém, dessa vez, a fonte de inspiração veio dos Estados Unidos, mais precisamente das estações Grand Central e Pennsylvania, muito conhecidas pelos filmes americanos.

Atualmente, a Estação Júlio Prestes sedia a Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (OSESP), mas ainda possui uma linha de trens em funcionamento. 

E agora reformado, o local conta com uma majestosa sala de concertos, onde seria o grande antigo saguão. Além disso, outros departamentos também foram adaptados e passaram servir como escola de música. 

Ou seja, é muita sonoridade de bom gosto em um só lugar!

6. Catedral da Sé

A Catedral da Sé levou cerca de 40 anos para ser construída e até hoje permanece em um estado de conservação e apreciação digna dos melhores pontos turísticos de São Paulo. 

Vista lateral da Catedral da Sé, durante o dia, rodeada de árvores e prédios.

As torres da Catedral chegam a atingir mais de 90 metros de altura, além da cripta, que guarda inúmeras obras artísticas — o que torna justo todo o tempo dedicado para a finalização do monumento.

As obras de arte do interior da Catedral são uma atração à parte, mas, também, não podemos deixar de falar da própria Praça da Sé, situada bem em frente à Catedral.

A Praça da Sé é repleta de coqueiros e é considerada um dos maiores pontos de encontros por pessoas de todas as idades e diversos grupos sociais. Uma oportunidade e tanto para conhecer de perto a diversidade de estilo dos paulistas, não acha?

7. Mosteiro de São Bento

O Mosteiro de São Bento é outro ponto turístico de São Paulo construído pela Igreja Católica, mas que acabou se tornando peça forte da história paulistana. 

Igreja de São Bento toda decorada com santos (em todos os lados), imagens e flores.
O Mosteiro de São Bento, localizado no Largo de São Bento, é um dos pontos turísticos de São Paulo religiosos mais conhecidos da cidade. Foto: Lucas Lima

A arquitetura do local tem grande influência alemã e até hoje, sua forma de funcionamento segue a tradição, possuindo cerca de 40 monges enclausurados seguindo a ordem de São Bento. 

No local, também são realizadas missas cantadas em hinos gregorianos.

O Mosteiro é composto não apenas pela Basílica — dedicada à Nossa Senhora da Assunção —, mas, também, pelo Colégio de São Bento e pela Faculdade de São Bento, que ainda seguem em pleno funcionamento. 

O local está aberto para visitas e é recheado de memórias e de fé para serem apreciadas.

8. Palácio dos Bandeirantes

Vista frontal do Palácio dos bandeirantes, com árvores e bandeiras a vista.
Foto: Governo Estadual de São Paulo

A atual sede do Governo do Estado também é um dos pontos turísticos de São Paulo que vale a visita. 

O local é uma ótima oportunidade para quem gosta da história paulista e quer ver de perto alguns acervos que foram marcantes em determinados períodos políticos, culturais e econômicos do país. 

Isso só é possível, aliás, pois o Palácio dos Bandeirantes apresenta um museu exclusivo de peças históricas para visitação.

O Palácio foi construído na década de 60 e conta com extensos jardins que cercam todo o prédio, oferecendo uma rica variedade de flora, incluindo o pau-brasil — árvore que deu nome ao país — e diversos exemplares de Ipês que deixam o local mais colorido na época da primavera. 

E claro, além desse contato com a natureza, outras exposições temporárias são alocadas no museu ao longo do ano.

9. Museu de Arte de São Paulo

E já que estamos falando de museus, vamos citar um dos pontos turísticos de São Paulo mais modernos e cobiçados — e que, não à toa, está situado na Avenida Paulista.

O Museu de Arte de São Paulo (Masp) foi uma das maiores fundações do jornalista e empresário Assis Chateaubriand no ano de 1947

Ciclistas, banheiros químicos e pessoas em um dos principais pontos turísticos de São Paulo: o vão livre do MASP.

O Museu de Arte de São Paulo se localiza na Avenida Paulista e constituiu o maior vão livre do mundo em sua época. 

Vale dar os créditos, também, para a arquiteta Lina Bo Bardi, que projetou o prédio suspenso sobre 4 colunas, permitindo um vão de 74 metros livre para exposições e o trânsito de pedestres e apreciadores de arte.

Mas, é dentro do Masp que os maiores espetáculos acontecem, já que o museu possui uma parte do acervo fixa e outra flexível. 

Ou seja, a cada temporada novas obras podem ser apreciadas no espaço. Picasso, Van Gogh e Tarsila do Amaral são alguns do nomes que já passaram por lá.

10. Edifício Copan

Edifício Copan visto de baixo para cima.
Foto: José Cordeiro

Para quem gosta de ver a cidade do alto, o Edifício Copan não pode faltar na sua lista de pontos turísticos de São Paulo. 

De cima de 30 andares dá para ter uma visão ampla da metrópole, incluindo outros prédios que estão disponíveis para passeios, como o Edifício Itália e o Martinelli, além do Farol Santander, antigo prédio do Banespa. 

Mas, o Copan se destaca entre eles graças a sua icônica arquitetura em formato de “S”, projetada pelo talentoso Oscar Niemeyer.

Para se ter uma noção da grandiosidade do prédio, no local, existem 6 blocos, totalizando 1160 apartamentos, além de uma galeria comercial no andar térreo do edifício. Tudo isso atrai os amantes da construção, além dos admiradores da paisagem paulistana.

Viu só quantos pontos turísticos de São Paulo incríveis você tem para conhecer? 

Essa seleção de atrações conta um pouquinho de como a grande metrópole se transformou ao longo dos séculos e explicam muito sobre o amor que o brasileiro tem pela “terra da garoa”, que é tão próspera e acolhedora. 

Além disso, todos os programas citados são gratuitos — com exceção de algumas exposições famosas do Masp — e fáceis de chegar utilizando o metrô.

 Ou seja, você vai visitar cada pedacinho dessa trajetória paulista e sem gastar quase nada.E para que você possa aproveitar ainda mais os seus passeios pelos pontos turísticos de São Paulo, estar bem hospedado é fundamental. Por isso, a OYO Rooms, maior rede internacional de hotéis, oferece em São Paulo, quartos totalmente pensados no seu conforto e bem-estar, com atendimento especializado e sempre pertinho de tudo o que você precisa.

Clique abaixo para fazer a reserva no bairro de sua preferência em SP.

Todas as informações estão armazenadas no AWeber ( more information )
Posts anterior

Museus em SP: 10 opções gratuitas

Próximo post

8 dicas imperdíveis de passeios em São Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *