Rio de Janeiro: a Cidade Maravilhosa do Brasil

Não é de hoje que a capital carioca atrai milhares de turistas, além de ser o berço da história brasileira e guardar uma parte muito importante da formação do país. E claro, a riquíssima e agitada cultura local, construída ao longo dos seus mais de 450 anos, é umas das marcas registradas da nossa Cidade Maravilhosa. 

Ou seja, só por essa introdução já dá para perceber que no Rio de Janeiro você vai encontrar pontos turísticos, eventos e atrações para todos os gostos.

Tem bares considerados Patrimônio Cultural Carioca, tem samba, tem atração turística eleita uma das sete maravilhas do mundo moderno, tem praias e trilhas magníficas e muito mais para explorar na região. 

Por isso, se você está de visita marcada para o Rio de Janeiro, fique sabendo que seu roteiro será bem movimentado! 

Para isso, é só você seguir algumas dicas que com certeza farão os seus passeios serem muito mais divertidos, livres de imprevistos e ainda cheios de conhecimentos especiais sobre a Cidade Maravilhosa.

Então, para você não ficar perdido(a) no meio de tantos programas diferentes, preparamos um guia completinho com tudo o que você precisa saber para se inspirar na hora de montar seu roteiro de viagem e aproveitar ao máximo o que cada cantinho do Rio tem a oferecer. 

Pronto para viajar no tempo e descobrir um pouco mais sobre a memória e cultura carioca?

A origem e a história do Rio de Janeiro

Você provavelmente já deve ter se perguntado o porquê do Rio de Janeiro ter esse nome e o que uma palavra tem a ver com a outra, já que ambas não possuem nenhuma ligação gramatical e muito menos lógica. 

Mas calma, essa história tem muita coerência sim, especialmente para o navegador Gaspar de Lemos, o “descobridor” do atual território carioca.

Foto antiga e em preto e branco das construções da cidade maravilhosa vistas do alto.
O nome da cidade ‘Rio de Janeiro’ não surgiu do acaso. O comandante da expedição que “descobriu” o território carioca foi quem a nomeou. Fonte da imagem: Cidades (IBGE).

Em 1º de janeiro de 1502, a expedição portuguesa de Gaspar acreditou veementemente de que havia chegado à foz de um grande rio, numa baía ainda não explorada pela civilização europeia. 

E já que as novas terras precisavam de uma identificação, o comandante uniu o mês de sua descoberta ao que até então acreditava ser realmente um intenso rio na costa do Brasil Colônia.

Apesar de ter recebido seus primeiros visitantes estrangeiros com apenas dois anos após a chegada dos portugueses ao Brasil, a Cidade Maravilhosa só pôde, de fato, ser chamada de cidade em 1º de março de 1565, após ser oficialmente fundada por Estácio de Sá.

O nome da cidade até então fundada era São Sebastião do Rio de Janeiro em homenagem a D. Sebastião, o então Rei de Portugal. Até os dias de hoje São Sebastião continua sendo o santo padroeiro do município.

Outro marco importante que revolucionou a vida no Brasil Colônia foi a vinda da Coroa Portuguesa, que se instalou no Rio de Janeiro em 1808 e promoveu uma enorme reforma e modernização do local. 

Graças a esse legítimo império europeu construído em solo brasileiro, a Cidade Maravilhosa começou a chamar cada vez mais a atenção de todos pelo mundo inteiro, vivendo seus anos dourados entre 1920 e 1960.

Desde então, o Rio segue se consolidando ano após ano como a cidade turística mais procurada do país. E não é para menos, não é mesmo? Para confirmar o que estamos dizendo, veja abaixo mais alguns detalhes que fazem qualquer um se apaixonar pela antiga cidade imperial e pela moderna capital do “errejota”.

Os imperdíveis pontos turísticos do Rio de Janeiro

Vista panorâmica da cidade maravilhosa do alto do bondinho.
Os passeios da cidade do Rio de Janeiro são para todos os gostos. Se você procura por diversidade, o ‘errejota’ é o lugar certo!

Esse berço da cultura e da tradição brasileira preserva algumas características e monumentos dos séculos anteriores. Ao mesmo tempo, ao longo do tempo a Cidade Maravilhosa se modernizou e concebeu novas obras e novos hábitos e abraçou  uma enorme diversidade cultural. 

E é por essa flexibilidade em receber vários públicos diferentes com a mesma hospitalidade e atenção que cerca de 1 milhão de turistas estrangeiros visitam o Rio anualmente.

Não importa a idade, o conjunto de pontos turísticos da cidade consegue agradar a todos. Para aqueles que gostam de se sentir mais próximos da história nacional e estão interessados em fazer um roteiro mais leve e cultural, listamos algumas das principais paradas obrigatórias para conferir:

  • Centro Cultural do Patrimônio Paço Imperial;
  • Museu Imperial (Palácio Imperial);
  • Theatro Municipal do Rio de Janeiro;
  • Fundação Biblioteca Nacional;
  • Parque Henrique Lage.

Para quem quer curtir uma viagem mais moderna e badalada, o Rio também tem muitos outros pontos turísticos que são os cartões postais mais famosos da Cidade Maravilhosa e despertam o amor em tanta gente mundo afora. Veja abaixo os mais importantes:

  • Cristo Redentor;
  • Morro do Pão de Açúcar;
  • Catedral Metropolitana de São Sebastião do Rio de Janeiro;
  • Aqueduto da Carioca, conhecido como Arcos da Lapa;
  • Praia de Copacabana.

Com certeza, a maioria desses pontos turísticos deve ser bem familiar para você, afinal, todos já serviram de cenário para grandes novelas, além de estarem sempre estampando as capas de revistas e jornais brasileiros. 

Foto do Pôr do Sol atrás do Cristo Redentor.

Sendo assim, tendo a chance de conhecer de pertinho cada um desses lugares, você não vai deixá-los de fora do seu roteiro de viagem pela Cidade Maravilhosa, certo?

Passeios no Rio de Janeiro que não podem ficar de fora do seu guia

Uma das partes mais divertidas dos pontos turísticos do Rio é que todos eles vão além de uma simples visitação, e sempre acabam levando você para dois ou três passeios complementares no mesmo dia. 

A chegada até o Morro do Pão de Açúcar, por exemplo, é feita de bondinho, o famoso teleférico carioca que parte do Morro da Urca e o circuito completo tem duração de aproximadamente 2 horas.

O Parque Henrique Lage fica bem próximo da Floresta da Tijuca, um dos setores de trilhas mais famosos da Cidade Maravilhosa, com direito a grutas, lagos, montanhas e cascatas. O Parque e a Floresta fazem parte do Parque Nacional da Tijuca, e dá para emendar um passeio no outro e já realizar um tour completo pela região.

Ao visitar os Arcos da Lapa, você também pode aproveitar para fazer um passeio no bondinho de Santa Teresa e ainda conhecer a famosa e colorida Escadaria Selarón. 

Homem e mulher se beijando em frente a escadaria colorida e mais famosa da cidade maravilhosa.
Visitar o Arco da Lapa não se resume apenas a um passeio. Você também pode conhecer a mais famosa escadaria colorida do Rio de Janeiro.

Além do histórico bondinho ser o único ainda em funcionamento no município, você consegue conhecer três bairros cariocas que são cheios de atrações de lazer muito animadas: a Lapa, o Centro e Santa Teresa.

O que fazer no Rio de Janeiro

E por falar nas atrações animadas da Cidade Maravilhosa, não poderíamos deixar de indicar aquelas atividades mais descontraídas que todo bom carioca ama fazer e que os turistas também não deveriam abrir mão. 

Desde opções de lazer e descanso para curtir durante o dia até alternativas mais agitadas na vida noturna, a querida “Rio 40 graus” tem de tudo e neste post você confere algumas dicas de programações.

Bares no Rio de Janeiro para fazer um happy hour ou curtir a noite

Foto de prato com comida e bebida em um dos bares do Rio de Janeiro com vista panorâmica da cidade.
Lugar com músicas e bons drinks é o que não falta no Rio de Janeiro. Fonte da imagem: Bar da Laje.

Não importa qual seja o seu bairro preferido na Cidade Maravilhosa, todos eles são bem servidos de barzinhos, botequins e pubs para animar a noite no estilo mais carioca de ser: com muita música boa e drinks refrescantes. 

Situado em um ambiente familiar e super descontraído no bairro mais boêmio do Rio, a Lapa, o Bar Carioca da Gema é um dos sucessos entre os turistas e o público jovem.

Para se divertir pertinho das praias na zona sul, o Pavão Azul é aquele famoso boteco raiz, com um cardápio tradicional e até mesas ao ar livre, e fica em Copacabana. 

Em Ipanema a sugestão é o Boteco Belmonte. Ele faz a alegria dos cariocas desde a década de 50 e já é renomado entre os turistas e moradores da região. E não poderia ficar de fora o Bar Bracarense, no Leblon, que é mais uma opção de comida bem tradicional e com a cara do Rio.

Uma outra alternativa que tem conquistado a atenção dos turistas é o Bar da Laje, que fica no Morro do Vidigal e conta com uma vista privilegiada do topo da cidade. Ele está  situado em uma das maiores comunidades do Rio — que inclusive já vale a visita por si só —, além de ter o menu bem caprichado e requintado.

Antes de visitar qualquer opção mencionada, lembre-se de conferir nas páginas oficiais de cada estabelecimento qual o horário de atividade, a programação para o dia e a possibilidade de fazer reservas. Assim você garante uma experiência ainda melhor pelos bares do Rio de Janeiro.

Praias no Rio de Janeiro para aproveitar o sol

Vista da praia do Rio de Janeiro.
A beleza das praias do Rio de Janeiro é um dos pontos que mais atraem turistas o ano inteiro.

As praias de Ipanema, Copacabana e Barra da Tijuca são algumas das mais famosas, não apenas do Rio de Janeiro, mas do Brasil, e por conta disso é bem comum encontrar gringos e famosos nessa região em praticamente todas as épocas do ano. Porém, se você quiser evitar o mar e areia lotados de banhistas, fuja um pouco dessas alternativas habituais.

A Praia Vermelha fica na Urca, bem próxima à entrada para o bondinho do Pão de Açúcar, e já costuma ser mais tranquila do que as citadas anteriormente, sem que você precise se afastar dos seus pontos de interesse na Cidade Maravilhosa. Além disso, o mar é calmo e ótimo para dar um passeio de canoa enquanto aproveita a vista entre os dois morros.

A Praia da Reserva está localizada entre a Barra da Tijuca e o Recreio, fazendo parte da Área de Proteção Ambiental de Marapendi. Já deu para imaginar que por lá o contato com a natureza é bem mais intenso, não é mesmo? 

E para ficar melhor, a praia tem cerca de 8 km de extensão, poucos banhistas e um espaço ideal para quem gosta de pegar sol em locais mais reservados.

E falando em lugar reservado, a Prainha é outro xodó dos cariocas, apesar de ser pouquíssimo explorada, o que garante um aspecto ainda mais paradisíaco para aquela pequena região. 

Situada na zona oeste do Rio, a Prainha também costuma atrair os surfistas graças às suas ondas generosas e, claro, à sua beleza exuberante.

Trilhas no Rio de Janeiro para explorar a natureza

Não são só surfistas que encontram um ambiente favorável para praticar esportes na Cidade Maravilhosa. Afinal, o Rio de Janeiro é um prato cheio para quem curte trilhas. 

Para chegar ao Morro da Urca, inclusive, é possível dispensar o bondinho e embarcar em uma trilha leve, rápida e de fácil acesso. Entrando pelo lado esquerdo da Praia Vermelha e caminhando por cerca de meia hora, lá estará uma vista deslumbrante à sua frente.

Outro ponto turístico que também pode ser acessado por uma trilha é o Cristo Redentor. Essa trilha começa no Parque Laje e é mais longa, durando em média 3 horas.

Mas vale ressaltar que a vegetação em volta, os riachos e até mesmo o relevo acentuado compensam cada minuto do percurso e fazem valer ainda mais a sua viagem.

Foto da pedra da gávea coberta com vegetação na cidade maravilhosa.
A pedra da Gávea está entre as maiores montanhas do mundo e é recomendado que um guia acompanhe a jornada. Fonte: Visit Rio.

A trilha da Pedra do Telégrafo tem feito bastante sucesso na internet, devido à divertida ilusão de ótica nas fotos do trilheiros. Logo, um bom turista precisa fazer essa caminhada para garantir o seu registro também.

É possível pegar alguma fila de espera para conseguir pousar na pedra, mas, por outro lado, o caminho até ela não costuma atingir uma hora de duração, ainda que seja bem íngreme em alguns pontos.

Uma das trilhas cariocas mais conhecidas é a da Pedra da Gávea — que inclusive está entre as maiores montanhas do mundo em margens oceânicas. Devido à altitude e dificuldade de subida, não é recomendado que trilheiros inexperientes façam o trajeto sem o acompanhamento de um guia credenciado.

No mais, a vista da Pedra da Gávea é um verdadeiro presente da Cidade Maravilhosa para os aventureiros de plantão.

Algumas curiosidades do Rio de Janeiro

Embora seja um dos municípios brasileiros mais conhecidos mundialmente, o Rio de Janeiro ainda guarda algumas particulares que só um verdadeiro amante da Cidade Maravilhosa pode conhecer. E, para você ficar ainda mais íntimo da queridinha do Brasil, separamos três curiosidades que valem a pena ficar sabendo. Confira!

Floresta da Tijuca

Já citamos aqui a Floresta da Tijuca e alguns pontos turísticos e atividades para fazer por lá, mas o que você provavelmente ainda não sabe é que ela é a maior floresta urbana do mundo. 

Sim, é isso mesmo! São 33 quilômetros quadrados de reflorestamento e preservação, garantindo a existência de milhares espécies da fauna e flora da Mata Atlântica.

Não é à toa que os pontos turísticos mais famosos do Rio se encontram dentro da Floresta da Tijuca, como o Cristo Redentor, o Jardim Botânico, a Pedra da Gávea e o Parque Henrique Lage. 

Duas pessoas olhando para as exposições e vegetação do parque nacional da Tijuca.
Fonte: Visit Rio.

O Parque Nacional da Tijuca é o responsável por cuidar de toda essa área e assegurar a conservação do local, além de instruir os visitantes sobre a importância de preservar a floresta.

Gírias cariocas

O sotaque do carioca é um dos mais marcantes do país, sendo o resultado da grande influência portuguesa na região — lembrando que a Cidade Maravilhosa chegou a ser a casa da corte portuguesa no século XIX. 

Mas, além disso, as gírias do Rio de Janeiro são o que costuma chamar muito a atenção dos turistas — especialmente dos gringos, que já ficam perdidos com o português, imagina só com o “carioquês”? 

Por isso, aqui vai uma lista com algumas das mais usadas e seus significados bem curiosos:

  • Mermão = Abreviação da expressão “meu irmão”, significa camaradagem ou só uma forma de se referir a um colega.
    Ex: “E aí, mermão, vamos para praia hoje?”
  • Coé = Abreviação da expressão “qual é”, geralmente precede uma indagação insatisfeita.
    Ex: “Coé, porque não foi para praia ontem?”
  • Bolado = Significa insatisfeito ou chateado com alguma coisa ou alguém.
    Ex: “Fiquei bolado com a minha nota da prova.”
  • Parada = Pode significar um objeto, uma situação ou até mesmo algum assunto.
    Ex: “Já resolveu sua parada com a Ana?”
  • Maneiro = Significa algo legal, bacana e interessante.
    Ex: “Achei maneiro aquele filme.”
  • Sinistro = O mesmo que “maneiro”, só que ainda melhor.
    Ex: “Aquele show ontem foi muito sinistro.”
  • Fechou = Termo usado para perguntar ou afirmar que algo ficou combinado.
    Ex: “A gente se encontra lá, fechou?”

A quantidade de gírias cariocas é quase infinita, por isso prepare-se para aprender uma palavra nova todos os dias enquanto estiver na cidade. 

E não tenha vergonha de perguntar quando não entender o que alguém quis dizer, ok? Afinal, você pode fazer disso um momento divertido de interação com os cariocas.

Carnaval e escolas de samba do Rio de Janeiro

Não poderiam faltar algumas curiosidades sobre o tão amado samba e o carnaval carioca. O que poucos sabem é que o samba nasceu nas comunidades do Rio de Janeiro, criado pelos ex-escravos africanos e seus descendentes. 

É por esse motivo que até hoje as maiores escolas de samba cariocas estão sediadas nas comunidades ou em seus arredores, como é o caso da Mangueira, que foi fundada no morro de mesmo nome.

Sendo assim, o berço do samba também detém o título de maior carnaval do mundo. A Cidade Maravilhosa capricha na festa e consegue ser o destaque não apenas nos grandiosos desfiles na Marquês de Sapucaí, mas também nos bloquinhos que arrastam milhares de pessoas anualmente para as ruas do Rio. 

Para você ter ideia, estima-se que a média de foliões que escolhem o Rio chega à casa dos 5 milhões por ano. Ficou ainda mais animado para conhecer a Cidade Maravilhosa do Brasil? 

Aglomeração alta de pessoas, em uma das praias do Rio de Janeiro, com vestimentas coloridas.
O carnaval do Rio de Janeiro é um dos mais procurados do Brasil. Fonte da imagem: Diário do Rio. 

Não é para menos, afinal poucos lugares possuem tanta variedade de diversão, contato com a natureza, lazer, cultura e entretenimento para todos os públicos e idades. Agora é só montar o seu roteiro de viagem, fazer as reservas e embarcar para a cidade mais calorosa da região sudeste.

E se você não quer perder tempo, acesse já a OYO Rooms para garantir a sua hospedagem em um quarto super confortável, com opções de localizações em todas as partes do Rio de Janeiro e preços justos. Clique abaixo para conferir as ofertas disponíveis agora mesmo

Todas as informações estão armazenadas no AWeber ( more information )
No Previous Post
Próximo post

5 dicas para visitar as belas trilhas do Rio de Janeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *